Justiça condena ex-presidente do CREA/SP a 13 anos de prisão

José Eduardo de Paula Alonso é acusado pelo suposto desvio de R$ 516 mil do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, entre 2003 e 2004, para abastecer campanhas eleitorais de aliados.

O ex-presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo (CREA-SP) José Eduardo de Paula Alonso (2000/2005) foi condenado a 13 anos de prisão por desvio de recursos da entidade na época em que ocupava o cargo. A sentença, da 4.ª Vara Criminal Federal de São Paulo, acolhe denúncia do Ministério Público Federal.
“Alonso foi o responsável por duas operações irregulares, em dezembro de 2003 e agosto de 2004, que geraram prejuízo de R$ 516 mil à autarquia”, afirma a Procuradoria.
“Restou comprovado que o réu deu destinação diversa a quantias pertencentes ao CREA-SP, fazendo uso da própria estrutura da instituição para seus próprios interesses político-partidários”, destacou a 4.ª Vara Criminal Federal de São Paulo na sentença.