Julgamento no STF pode garantir novo cálculo para benefício de aposentados

Cerca de 5,4 milhões de trabalhadores que recebem da Previdência, mas voltaram ao mercado de trabalho, poderão obter nesta quarta-feira garantia do Supremo Tribunal Federal para trocar o benefício calculado no passado por outro maior, usando mecanismo chamado de desaposentação.

O aposentado e representante comercial Arno Ervin Von Mühlen, 63 anos, estará atento aos desdobramentos da sessão plenária do Supremo Tribunal Federal (STF) em Brasília.

Após um ano do início da votação, a mais alta corte do país pode garantir nesta quarta-feira o direito para que ele e outras cerca de 5,4 milhões de pessoas possam requerer um novo cálculo do benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A ação que vai a julgamento é originária do Rio Grande do Sul, movida por um grupo de aposentados. A possibilidade, popularmente conhecida por desaposentação, beneficiaria quem precisou permanecer no mercado de trabalho após se aposentar.

>>> Confira os efeitos em cada segmento

Apesar de continuarem contribuindo com a Previdência, hoje essas pessoas não têm direito a receber do INSS o valor referente ao período complementar. Caso a decisão do STF seja favorável aos segurados, poderão renunciar à aposentadoria atual e computar o tempo extra de contribuição, elevando o vencimento.
Fonte: ZH