CAU/RS – Servidores estão sendo vitimas de Assédio Moral

Os Servidores do Conselho Regional de Arquitetura do Rio Grande do Sul – CAU/RS estão sendo vítimas de assédio moral. Infelizmente, está prática vem crescendo nos Conselhos/Ordens do Rio Grande do Sul.

O assédio moral é a exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções, com o objetivo de  desestabilizar a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-o(a) muitas vezes a abrir mao do próprio trabalho alcançado, no caso dos Conselhos, através de concurso público. 

Este é o recente caso de servidora, que após ser vitima de assédio moral, ingressou com representação contra o CAU/RS no Ministério Público do Trabalho, Procedimento: NF(NOTICIA DE FATO)  003733.2017.04.000/9 e PROTOCOLO  2.04.000.003249/2017-73. Segundo a servidora muitos colegas estão sendo alvos de ameaças veladas e vêm sendo fiscalizados através de câmeras de segurança que foram instaladas.

A prática de humilhação repetitiva e de longa duração interfere na vida do trabalhador e trabalhadora de modo direto, podendo comprometer a sua própria identidade, dignidade e relações afetivas e sociais, ocasionando graves danos à saúde física e mental, que podem evoluir para a incapacidade laborativa, desemprego ou mesmo a morte, constituindo um risco invisível, porém concreto, nas relações e condições de trabalho.

Segundo denúncia, o quadro que se verifica no CAU/RS, é grave, onde servidores precisam de tratamento psicológico e psiquiátrico constante desde que ingressaram no CAU/RS. Segundo informações pelo menos 4 servidores precisaram de afastamento psiquiátrico ou por doenças adquiridas ao longo dos anos de trabalho no Conselho. Nos últimos meses, contudo, os afastamentos por doença se tornaram ainda mais frequentes.

A denúncia chegou ao Sindicato que tomará as providências necessárias para que tais práticas sejam reprimidas dentro do Conselho.